Independente do veículo, todo motorista sabe que corre alguns riscos na estrada. Principalmente, se estivermos pensando em uma pista molhada ou num trajeto feito sob a chuva. E, entre esses possíveis perigos, está a aquaplanagem.

É essencial que todos os caminhoneiros saibam o que é esse fenômeno e como evitá-lo. Assim, você preserva a sua vida e a de outras pessoas que circulam nas mesmas vias que você. Além disso, com essas informações é possível impedir eventos e prejuízos.

Afinal, o que é a aquaplanagem?

Para ser direto, a aquaplanagem é um fenômeno que ocorre nas vias quando um veículo perde o atrito com o asfalto ao passar sob uma camada de água. Basicamente, é como se os pneus se desprendessem do solo e flutuassem, sem que o motorista tenha controle da direção.

Você consegue imaginar essa situação? Pois é, quando ela ocorre com um caminhão os danos são ainda maiores. Afinal, estamos falando de um veículo grande e, provavelmente, carregado. Ou seja, o automóvel está pesado e sem controle.

Para não ter que enfrentar esse risco, continue a leitura!

Como evitar que isso ocorra?

Em geral, a aquaplanagem ocorre quando está chovendo ou choveu a pouco tempo. Por isso, os cuidados devem ser até mesmo anteriores à viagem, como por exemplo, planejar a rota e verificar a previsão do tempo.

Entre as causas da aquaplanagem, podemos listar:

  • quantidade de água na pista;
  • velocidade do caminhão, ou veículos em geral;
  • estados dos pneus;
  • qualidade das rodovias.

Diante destes motivos, é possível estabelecer os cuidados para não cair nesta armadilha das estradas. Confira:

Dirigindo na chuva

Um caminhoneiro que se preze sabe que faz parte do manual da ética entender como dirigir na chuva. Afinal, é uma situação enfrentada frequentemente no Brasil, que é um país tropical.

Por isso, lembre-se dos bons hábitos ao conduzir o veículo nesta condição: a velocidade do veículo deve estar, pelo menos, 30% abaixo da velocidade máxima permitida na pista. Além disso, em hipótese alguma, use o freio e o acelerador de maneira abrupta, pois esse tipo de manobra aumenta os riscos.

E, por fim, mantenha a distância segura do veículo à sua frente. A recomendação é que o distanciamento seja maior que o tamanho do próprio veículo.

Assim, você pode usar um velho macete das estradas: observar os rastros de água deixado por esse veículo, sendo que se o rastro desaparecer muito rapidamente quer dizer que a quantidade de água na via é grande.

Como reagir em caso de aquaplanagem?

Eventos ou sinistros acontecem, e o melhor a fazer é tentar evitá-los a todo custo. Porém, se mesmo assim, você vier a enfrentar uma aquaplanagem durante uma viagem, existem passos para contornar a situação. Saiba como reagir:

  1. Primeiro, faça o possível para manter a calma e não se desesperar;
  2. Ao sentir que você perdeu o controle do automóvel, retire o pé do acelerador o quanto antes;
  3. Jamais opte por pisar com força no freio, pois essa atitude pode piorar a situação;
  4. Enquanto a aquaplanagem ocorre, mantenha as mãos firmes no volante para que as rodas permaneçam retas;
  5. Quando perceber que o veículo retomou o contato com a superfície, gire o volante devagar e sem pressa para garantir que o controle da direção foi recuperado;
  6. Por fim, mantenha as mãos firmes no volante, sem movimentos bruscos e na velocidade mínima permitida durante um tempo para garantir que o caminhão está sob seu controle.

Conclusão

Dirigir é uma atividade que requer toda nossa atenção, certo, irmão de estrada? Principalmente porque há fatores externos que interferem diretamente no nosso controle em uma viagem, e a aquaplanagem é um deles.

Por outro lado, existem aspectos que só podem ser cuidados por nós mesmos. É o caso dos pneus. Por esse motivo, é importante escolher boas marcas para nos acompanhar durante as viagens.

Você sabe quais são as marcas de pneus prediletas dos caminhoneiros? Clique aqui e descubra agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *