Com tanta notícia ruim por aí é provável que você já comece esse texto desanimado. Mas essa não é a nossa intenção aqui. Pelo contrário, mostraremos os 10 piores trechos de estradas brasileiras para garantir que o conhecimento te leve em segurança ao seu destino.

Conhecendo os dados e as condições reais sobre as rodovias brasileiras, você estará preparado e mais consciente para viajar. Afinal, como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”. Então, para evitar acidentes e problemas, ao invés de ter que lidar com eles depois de acontecer, leia o post até o final.

Descubra os 10 piores trechos de estradas brasileiras

Antes de jogar uma enxurrada de dados aqui, é importante que você saiba de onde eles vieram. Afinal, queremos que você confie neles, pois são informações importantes para toda a população, em especial os caminhoneiros. 

Todo ano a Confederação Nacional do Transporte divulga a Pesquisa CNT de Rodovias que trazem diversas informações para entender a situação das estradas brasileiras. Os dados mais recentes são do segundo semestre de 2018, apresentados na 22ª Edição da Pesquisa CNT de Rodovias. 

É com base neles que iremos te mostrar quais trechos foram eleitos os piores nas rodovias brasileiras. Ao todo, foram percorridos mais de 107 mil km para chegar nestes resultados. De acordo com o levantamento, 57% dos trechos são classificados em regular, ruim ou péssimo. Confira!

  1. Trecho entre as cidades de Natividade (TO) e Barreiras (BA): inclui as rodovias BA-460, BA-460/BR-242, TO-040, TO-280. O trecho foi classificado como péssimo.
  2. Trecho entre as cidades de Jataí (GO) e Piranhas (GO): rodovia BR-158. O trecho foi classificado como ruim.
  3. Trecho entre as cidades de Marabá (PA) e Dom Eliseu (PA): rodovia BR-222. O trecho foi classificado como ruim.
  4. Trecho entre a BR-101 (BA) e Teófilo Otoni (MG): rodovia BR-418. O trecho foi classificado como regular.
  5. Trecho entre as cidades de Brasília (DF) e Palmas (TO): inclui as rodovias BR-010, DF-345/BR-010, GO-118, GO-118/BR-010, TO-010, TO-050, TO-050/BR-010, TO-342. O trecho foi classificado como regular.
  6. Trecho entre as cidades de Belém (PA) e Guaraí (TO): inclui as rodovias BR-222, PA-150, PA-151, PA-252, PA-287, PA-447, PA-475, PA-483, TO-336. O trecho foi classificado como regular.
  7. Trecho entre as cidades de Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC): rodovia BR-364. O trecho foi classificado como regular.
  8. Trecho entre as cidades de Rio Verde (GO) e Iporá (GO): rodovia GO-174. O trecho foi classificado como regular.
  9. Trecho entre as cidades de Maceió (AL) e Paulo Afonso (BA): inclui as rodovias BR-104, BR-110, BR-423, BR-424, PE-177, PE-360. O trecho foi classificado como regular.
  10. Trecho entre as cidades de Campo Mourão (PR) e Guarapuava (PR): inclui as rodovias BR-487, PR-460, PR-466/BR-466, PR-487/ BR-487. O trecho foi classificado como regular.

Entenda os principais problemas das rodovias brasileiras

A pesquisa avaliou as rodovias a partir dos fatores de geometria da via, sinalização e pavimento. Para entrar nesse ranking das 10 piores, os trechos citados apresentaram vários problemas nesses aspectos.

A pior avaliação geral foi a de geometria da via. Cerca 76% apresentam condições péssimas, ruins ou regulares. Isso significa que existem problemas com as pistas, pontes, viadutos, acostamentos e curvas. 

Em relação ao pavimentos, cerca de 50% tiveram avaliações péssimas, ruins ou regulares. Ou seja, as características do calçamento estão prejudicadas. Já a sinalização estava ótima ou boa em 55,3% das rodovias observadas. Os principais pontos críticos encontrados em todo o Brasil são erosão na pista, queda de barreira, ponte caída e grandes buracos.

Saiba como dirigir com mais seguranças nestes lugares

Se você é veterano nas estradas brasileiras, já conhece muito bem as dificuldades mostradas ao longo do post e até mesmo os lugares onde elas são encontradas. Mas isso não é desculpa para ter menos atenção nas viagens.

Por isso, anote as dicas para evitar acidentes diante desses obstáculos:

Depois de tanta informação séria, que tal relaxar um pouco? Conheça agora as melhores paradas nas estradas do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *