Quem trabalha com transporte de carga sabe que as estradas brasileiras possuem inúmeros perigos que podem atrapalhar a rotina dos caminhoneiros. A infraestrutura precária das rodovias, capotagem e tombamento, veículos em má condições, roubos e furtos de cargas são alguns dos riscos que podem prejudicar o transporte.

Mas como evitar que os riscos enfrentados na malha rodoviária brasileira atrapalhem a sua viagem? Neste post, preparamos dicas para você, motorista, prevenir riscos durante o transporte de cargas. Confira!

Prudência no volante

A má qualidade das estradas brasileiras associada ao excesso de velocidade dos motoristas favorecem a ocorrência de acidentes. Andar rapidamente pode até agilizar o transporte de cargas, mas o excesso de buracos somados às curvas acentuadas e mal projetadas aumentam os riscos de capotamento e tombamento.

Para evitar esses riscos, o motorista deve dirigir sempre entre 15 a 20 km/h abaixo do limite permitido, facilitando a dosagem do uso do freio e tornando a viagem mais segura.

Se a carga for muito alta, o ideal é negociar um tempo maior para realizar o transporte, garantindo a segurança do profissional e da carga.

Cuidados com o veículo

A falta de manutenção dos veículos de carga põe em risco a vida de todos que transitam nas estradas simultaneamente. Sempre faça revisões e manutenções no seu caminhão a fim de evitar acidentes.

Como se proteger contra o roubo no transporte de cargas

Apenas em 2016, foram registrados cerca de 24,5 mil ocorrências de roubo de cargas no Brasil, segundo dados da Associação Nacional de Cargas e Logística (NTC). Visando reduzir esse tipo de risco, listaremos algumas medidas de simples para você agir preventivamente:

  • evite viajar à noite devido à baixa luminosidade, menor fluxo de veículos e menor efetivo policial nas rodovias;
  • programe paradas para abastecimento ou alimentação, preferindo locais conhecidos e movimentados;
  • planeje as rotas, evitando transitar por aquelas que sejam desconhecidas e trechos com altos índices de roubos e furtos;
  • evite transitar em regiões perigosas em horários sem movimento;

Os riscos da profissão de caminhoneiro

A profissão de caminhoneiro está atrelada a uma série de dificuldades. O excesso de trabalho, o estresse excessivo, a privação de sono, condições insalubres de trabalho e a má alimentação são alguns dos diferentes obstáculos enfrentados diariamente.

A maioria dos acidentes sofridos por esses profissionais não envolvem outros veículos. Por isso, é necessário respeitar os limites do próprio corpo, cuidar bem da sua saúde e realizar a revisão periódica dos veículos a fim de superar os perigos nas estradas brasileiras.

São muitos os perigos encontrados nas estradas, todos eles dificultam extremamente a rotina dos profissionais nas rodovias, prejudicando também o transporte das cargas. Investir em um sistema de rastreamento e monitoramento de cargas, facilita o gerenciamento e o acompanhamento de uma frota de caminhões, tornando todo o trajeto do transporte de carga mais seguro e eficiente.

Quer saber ainda mais sobre o risco nas estradas? Então aproveite a visita em nosso blog e leia, agora mesmo, nosso artigo sobre as 6 estradas mais perigosas do Brasil e fique atento nas próximas viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *