Uma das recomendações mais importantes para os motoristas é sempre manter os olhos na estrada, certo? Assim como é fundamental o motorista estar de olhos abertos, o seu caminhão também tem que estar com a visão apurada. Hoje, a AVEP dará dicas para cuidados com os olhos do seu caminhão!

Faróis: o surgimento

Os carros, obviamente não surgiram como conhecemos: os desenhos das latarias alteraram-se durante os anos, os componentes foram aperfeiçoados (principalmente no que se refere à segurança de motoristas e passageiros). E, por incrível que pareça, não foi sempre que os veículos tinham faróis elétricos. Somente em 1898, nos Estados Unidos, surgiu o Columbia, primeiro veículo equipado com faróis elétricos. Antes, os carros usavam lamparinas alimentadas com acetileno para iluminar o caminho.

Faróis: mantenha acessa a sua segurança
O Columbia foi o primeiro carro com faróis elétricos

Cuidados com os faróis

Como dizemos anteriormente, os faróis são os olhos do caminhão. São os responsáveis por garantir uma direção segura no período noturno ou em condições de pouca luz. Além de proporcionar uma segurança extra nas estradas, auxiliando os motoristas a terem uma percepção do deslocamento de veículos vindo em direção contrária.

Olhos bem abertos para as dicas que daremos agora:

  1. Evite o uso de lâmpadas que não sejam originais de fábricas ou fora das normas permitidas.
  2. As lâmpadas dos faróis não queimam de repente. Antes de queimar, elas perdem 30% da capacidade de iluminação. O ideal é, então, trocar de lâmpada a cada 20 mil quilômetros (aproximadamente).
  3. O clima interfere na saúde dos faróis. Exposição em excesso à chuva ou ao sol afeta a estética dos vidros. Sabe aquela aparência amarelada e opaca? Evite-a estacionando o seu caminhão, sempre que possível, em um ambiente coberto e sem umidade.
  4. Cuide da estética. Uma dica é fazer o polimento dos faróis, assim, as lentes ficam claras por mais tempo e reduz os efeitos dos raios ultravioletas. Para finalizar, você deve passar um verniz para manter intacta a camada protetora das lentes.
  5. Acúmulo de água nos faróis? A não ser que você esteja querendo afogar suas lâmpadas, o menor sinal de acúmulo de água, ou gotículas, é suficiente para conferir a vedação das lentes. O contato com a água pode causar uma pane no sistema elétrico, aí é um passo para você ficar no escuro. Confira sempre as vedações das lentes e procure por possíveis trincos nos faróis.

As luzes e as multas

Dizem que o brasileiro só aprende quando mexem no bolso dele. Então, vamos mostrar a vocês como o mau uso das lâmpadas pode afetar o seu bolso:

Luz baixa

Obrigatória à noite e em túneis com iluminação pública (em qualquer horário). Em túneis sem iluminação, obrigatório o uso de farol alto.

  • Veículos de transporte coletivo e motocicletas devem manter sempre as luzes acessas.
  • O descumprimento é uma infração média, com multa de R$ 85,13 e 4 pontos na carteira.

Luz alta

Deve ser utilizada, somente, em vias não iluminadas. Precisa ser desligada quando um veículo em sentido contrário estiver se aproximando ou quando ficar atrás de um veículo trafegando no mesmo sentido. Nessas situações, o motorista precisa trocar momentaneamente a luz alta pela baixa. Porém, piscar os faróis, alternando as luzes baixa e alta, é permitido só em dois casos: a) para indicar ultrapassagem; b) para alertar sobre riscos na via.

  • Transitar com o farol desregulado ou com o facho de luz alta de forma a perturbar a visão de outro condutor é infração grave e gera multa de R$ 127,69 e 5 pontos na habilitação. Já usar luz alta em vias com iluminação pública ocasiona multa de R$ 53,20 e 3 pontos no prontuário por ser infração leve. Fazer uso da luz alta e baixa, piscando os faróis, de forma inapropriada gera multa de R$ 85,13 e 4 pontos porque é infração leve.

Luz de posição (lanterna ou farolete)

Essa luz indica a presença do veículo e sua largura.

  • Obrigatória à noite, SOMENTE, quando o carro estiver imobilizado para embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de mercadorias. Seu uso também é obrigatório sob chuva forte, neblina ou cerração (nessas condições a luz de posição pode ser substituída pela luz baixa).
  • Deixar de manter a luz de posição acessa nesses casos é infração média e o motorista pode receber 4 pontos na habilitação e multa de R$ 85,13.

Seta

Precisa ser acionada obrigatoriamente antes de iniciar qualquer manobra que acarrete o deslocamento lateral do veículo, como por exemplo: ultrapassagem, mudança de faixa, conversão à direita ou à esquerda e retornos.

  • Não utilizar a seta é infração grave. O motorista é penalizado com multa de R$ 127,69 e 5 pontos na habilitação.

Pisca-alerta

Deve ser usada para indicar que o veículo está imobilizado ou em situação de emergência. Também precisa ser acionada quando a regulamentação da via assim determinar (em vagas de estacionamento com a informação de que se pode estacionar desde que por um breve período de tempo, com o pisca-alerta ligado).

  • O motorista que desrespeitar essas regras poderá ser multado em R$ 85,13 e receber 4 pontos na habilitação, pois é infração média.

 

Esperamos que com essas dicas, você fique mais atento à saúde dos olhos do seu caminhão. Não citamos acima, mas como qualquer cuidado relacionado a automóveis, a revisão constante dos componentes é a melhor prevenção contra acidentes.

Ah! E você sabia que a AVEP, pode te dar uma ajudinha com os seus gastos em manutenção? Associe-se, clicando aqui, e descubra as vantagens de ser um associado AVEP!

Acompanhe nosso blog e facebook para novas dicas!
Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

4 thoughts on “Faróis: mantenha acesa a sua segurança

  1. Pingback: Os perigos de ir e vir nas estradas brasileiras | AVEP Brasil

  2. Pingback: Como fazer a manutenção de rodas e pneus do caminhão | AVEP Brasil

  3. Pingback: Dicas para dirigir a noite com segurança | AVEP Brasil

  4. Pingback: Cuidados ao dirigir com chuva | AVEP Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *