Os perigos de ir e vir nas estradas brasileiras

Os perigos de ir e vir nas estradas brasileiras

Quem roda diariamente pelas rodovias brasileiras está cansado de saber: Os perigos em transitar pelas estradas nacionais são inúmeros e colocam, a todo o momento, a vida de motoristas e passageiros em risco.

Para quem tira o seu sustento das estradas, o medo de não voltar para casa aumenta a cada instante, afinal, a cada ano, as estatísticas demonstram índices alarmantes de acidentes e mortes nas rodovias.

Neste artigo elencamos alguns dos principais perigos enfrentados na malha rodoviária brasileira.

Veja quais são:

Infraestrutura precária

Quando pensamos nos perigos nas rodovias brasileiras, automaticamente, nos vem à mente a precarização da infraestrutura desde às ruas do seu bairro a importantes rodovias que cortam o país.

Apesar de o Brasil ter avançado a passos largos no quesito construção de estradas, um boom pós Segunda Guerra Mundial que resultou em uma malha de 1,6 milhão de quilômetros de rodovias, é sabido que o padrão de qualidade não se manteve presente neste processo, resultando em um verdadeiro caos para os motoristas.

Para se ter uma ideia, estima-se que menos de 150 mil quilômetros estejam devidamente pavimentados para garantir o conforto de quem circula por essas vias, um disparate quando comparado ao número total de estradas no país.

Veículos em más condições

As condições já são desfavoráveis para os veículos que estão em perfeito estado, agora, imagine para aqueles que, evidentemente, não deviam sequer estar circulando.

Muitos motoristas não levam a sério questões como revisão (aqui você já leu sobre freios, fárois e pneus e rodas) por exemplo, e com isso colocam não apenas a sua vida em risco, mas também a vida de todos aqueles que cruzam o seu caminho ao longo das estradas.

A imprudência é uma das principais causas das tragédias, infelizmente, rotineiras nas estradas.

Roubos de cargas

Como se não bastassem todos os problemas ligados à infraestrutura e segurança que os caminhoneiros enfrentam diariamente, outro grande perigo que assola é o do risco de ter suas cargas e veículos roubados.

Existem algumas rodovias que são, reconhecidamente, mais perigosas dentro da malha rodoviária do nosso país. Entre elas, a BR 101 em Alagoas e algumas rodovias federais do estado da Bahia são consideradas como as que apresentam maiores riscos aos motoristas.

Infelizmente, na tentativa de salvar suas cargas, muitos caminhoneiros perdem suas vidas nestas estradas que não possuem policiamento para garantir minimamente a segurança.

Riscos da profissão de caminhoneiro

Por fim, vale a pena ressaltar que os caminhoneiros de profissão estão mais sucintos que todos os demais aos inúmeros riscos das rodovias, isto porque, além de passarem tempo demais nestas vias, costumeiramente trabalham mais do que o indicado e sob pressão.

Viagens longas e cansativas, condições insalubres de trabalho e trânsito noturno são os agravantes da profissão, que é de extrema importância para a economia nacional.

E para vocês, quais os principais riscos de rodar pelas estradas brasileiras? Quais experiências vocês possuem, boas ou ruins?! Conte para gente e compartilhe esse texto com seus amigos.

Após este artigo, uma dica que deixamos aos amigos das estradas é associar-se à AVEP. A nossa associação possui benefícios e vantagens que os ajudarão a ter uma viagem mais tranquila, na medida do possível, com um custo bem mais em conta!

Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

2 thoughts on “Os perigos de ir e vir nas estradas brasileiras

  1. andreas roberto hoffmann - 16 de outubro de 2017 às 22:10

    Olá, como toda reportagem brasileira, ela é pouco profunda. Os caminhoneiros podem ter problemas, mas também são extremamente brutos, ameaçando veículos que transitam nas velocidades permitidas, oferecendo gratuitamente perigos para famílias que só querem seguir a lei. É só viajar um pouco.

    Reply <span>↓</span>

Deixe um comentário