Assaltos. Furtos. Roubos. Essas são algumas situações comuns que motoristas de transporte de cargas podem passar no cotidiano. Infelizmente, dados mostram que o perigo é constante.

Apesar da segurança ser de responsabilidade dos órgãos públicos, é necessário tomar consciência do problema e agir. Por isso, existem algumas atitudes e práticas que podem auxiliar os caminhoneiros a evitar roubo nas estradas.

Quer saber quais são? Leia até o final!

Roubo de cargas nas estradas: dados

Antes de descobrir como evitar roubos de cargas nas estradas, é preciso entender qual o panorama dos últimos anos. Por isso, existem levantamentos a fim de apresentar essa realidade.

A questão é tão séria que os criminosos não agem mais isoladamente. Na realidade, em muitos casos, o roubo de cargas é realizado por quadrilhas e facções. Com a falta de segurança e infraestrutura nas estradas, a atividade tornou-se mais fácil de ser praticada.

O maior número de roubos de cargas nas estradas foi registrado em 2017. No total, foram 25.950 assaltos aos veículos transportadores de produtos, como caminhões. Assustador, não é mesmo? No mesmo ano, entre as 171 ocorrências recebidas pela AVEP, por parte dos associados, 29 registros foram de roubos e furtos.

Em 2018, o relatório disponibilizado pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logísticas (NTC), mostrou que cerca de 85% dos roubos acontecem na Região Sudeste. Principalmente, nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

E quais são as principais cargas roubadas? Confira a lista:

  • Produtos alimentícios;
  • Eletrodomésticos;
  • Produtos farmacêuticos;
  • Autopeças;
  • Produtos químicos.

Roubo de cargas nas estradas: como acontecem

Infelizmente, os roubos de cargas nas estradas estão cada vez mais comuns. Por isso, é possível observar até mesmo padrões e técnicas repetidas pelos criminosos. Antes de descobrir como evitá-los, é preciso entender como acontecem.

Abaixo, citamos alguns “macetes” utilizados para abordagem nas rodovias:

  • Parar em quebra-molas: por ser um momento de redução de velocidade, assaltantes costumam abordar caminhoneiros nos quebra-molas.
  • Sinalização na pista: antes de praticar o roubo, é comum que sejam criadas falsas sinalizações na pista, para chamar atenção dos motoristas.
  • Abordagem direta: neste caso, criminosos intimidam motoristas diretamente, com outros carros ou nos momentos de paradas.

Roubo de cargas nas estradas: como evitar

Chegamos ao ponto principal deste artigo. Diante de todos os fatores apresentados ao longo do texto, como evitar os roubos de cargas nas estradas? Para aumentar a segurança no momento de trabalho, existem algumas dicas que diminuem os riscos do dia-a-dia na estrada.

São cuidados que garantem proteção ao motorista, à carga, à transportadora e até mesmo aos demais colegas de profissão. Então, descubra agora como praticar uma direção preventiva em relação aos temidos roubos!

  • Fique atento às sinalizações nas estradas. Antes de parar, verifique se são confiáveis ou suspeitas.
  • Esteja atento ao dirigir. Caso perceba algum veículo seguindo o seu caminhão, acione a Polícia e a Central de Rastreamento.
  • Por falar em rastreamento, essa tecnologia é indispensável para evitar roubos. Em alguns casos, mesmo depois do acontecimento, é possível resgatar o caminhão e a carga.
  • Não fale com estranhos sobre a rota, a carga ou outras informações particulares.
  • Pesquise sobre os trechos mais perigosos nas rodovias brasileiras. Se possível, tente evitá-los ou redobre a atenção ao transitar por eles.
  • Modifique as rotas ao longo do tempo. Por ser um crime praticado por quadrilhas, é comum que as possíveis vítimas sejam observadas durante determinado período.
  • Opte por viagens diurnas, quando possível.
  • Não ofereça caronas a estranhos. Não é possível adivinhar se quem está na estrada é um indivíduo precisando de ajuda ou um assaltante pronto para agir.
  • Pare apenas em locais seguros e conhecidos. Principalmente nos momentos de descanso.

Conclusão

Evitar roubo nas estradas não é uma tarefa fácil, afinal, existem fatores externos ao motorista. No entanto, estar atento na maior parte do tempo é a melhor forma de segurança nas estradas.

Atualmente, a tecnologia é uma grande aliada. Por isso, os mecanismos de rastreamento podem ser a salvação, caso aconteça algo. Na proteção veicular da AVEP, nós oferecemos mais esta forma de cuidado.

Atenção: se você ou algum caminhoneiro próximo estiver em situação de perigo, recorra sempre à Polícia Federal ou Militar.

Gostou do conteúdo acima? Aproveite e faça uma simulação gratuita da proteção veicular para o seu veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *