Já sabemos que os caminhoneiros são peças fundamentais no funcionamento do Brasil. Sendo assim, é preciso que a saúde do caminhoneiro esteja em uma boa situação, correto? Infelizmente, nem sempre as condições de trabalho permitem que isso aconteça.

A rotina de trabalho, muitas vezes, envolve má alimentação, sono desregulado e longos períodos na mesma posição. Esses fatores podem ser prejudiciais à saúde dos profissionais que transportam cargas pelas estradas.

A boa notícia é que existem cuidados simples para melhorar a situação. O autocuidado e a prevenção são os melhores caminhos nessa estrada. Quer descobrir como chegar até eles? Leia até o final!

Saúde do caminhoneiro: cenário

Em 2019, a Confederação Nacional do Transporte divulgou a 7ª Edição da Pesquisa Perfil dos Caminhoneiros. No levantamento, são apresentados dados sobre saúde, alimentação, rotina de trabalho e exercícios físicos. Está curioso para saber o que o estudo mostrou? Então, leia abaixo.

Cerca de 43% dos caminhoneiros procuram auxílio médico para prevenção de problemas de saúde. Aproximadamente 20% vão ao médico apenas quando os sintomas agravam e 18,7% quando os sintomas aparecem.

Os principais problemas de saúde da categoria são:

  • Pressão alta;
  • Problema de visão;
  • Dores de cabeça;
  • Coluna; e
  • Estresse.

Já os principais problemas psicológicos são:

  • Depressão;
  • Irritabilidade constante; e
  • Baixa auto-estima.

A pesquisa também mostrou que 42,9% dos motoristas de caminhão estão acima do peso. Praticamente o mesmo número não realiza atividades físicas, são 43%. Além disso, em média, estes profissionais trabalham 11,5 horas por dia.

Diante deste cenário; o que deve ser feito? A resposta está no próximo tópico.

Saúde do caminhoneiro: cuidados para praticar

Como apontamos acima, a saúde do caminhoneiro é comprometida por vários fatores e problemas. Para tornar a vida nas estradas mais agradável, é preciso se comprometer com o próprio bem-estar. 

Por isso, vamos dar dicas essenciais para reverter o diagnóstico atual. Todas as recomendações influenciam, direta ou indiretamente, no sono, no corpo e no psicológico. Preparados?

Atividade física

Quase metade dos caminhoneiros que responderam a pesquisa não realizam atividades físicas. O resultado é triste, já que os benefícios dos exercícios se estendem por todo o corpo e também para mente.

Praticar atividade física reduz, comprovadamente, doenças como obesidade, depressão, problemas na coluna e outros males. Basicamente, exercícios podem resolver boa parte dos problemas que afetam a saúde do caminhoneiro. Veja algumas dicas para começar a praticá-los:

  • Corridas e caminhadas: estas são sempre as primeiras atividades indicadas para quem não tem o hábito de se exercitar. Ambas melhoram a respiração, os níveis de colesterol, o sono e o peso.
  • Alongamentos: quando falamos sobre postura, os alongamentos são sempre a primeira indicação. Eles devem ser inseridos nos momentos de pausa e descanso e antes dos exercícios físicos.
  • Elásticos: se o principal motivo para não realizar atividade física é o fato de estar, na maior parte do tempo, dentro do caminhão, a solução está aqui. Com elásticos específicos para esportes, é possível realizar atividades dentro da cabine. Basta encaixar o “equipamento” em pontos do veículo e treinar braços e pernas.

Alimentação

As refeições dos caminhoneiros são outro fator importante na saúde. É comum que motoristas passem muito tempo ao volante sem se alimentar. Pior ainda, com uma alimentaçãopobre em nutrientes.

O ideal é seguir as orientações de nutricionistas. Comer de três em três horas. Balancear a alimentação com frutas, legumes e verduras. Se hidratar bastante. Fazer lanches leves e saudáveis.

Se antes de ir para as estradas não dá tempo de pensar nestas questões, dê uma olhada nessas dicas para lanches:

  • Sanduíches naturais: eles são os queridinhos de qualquer viagem, práticos de fazer e saborosos. Além disso, é possível adaptá-los de acordo com cada gosto. Uma receita básica é: pão, queijo, mortadela, alface e tomate.
  • Frutas: estes alimentos podem ser consumidos separadamente ou combinados em saladas. Para variar, pode-se comer junto com iogurtes e cereais.
  • Biscoitos e bolachas: sim, biscoitos e bolachas também são uma opção para a viagem. São fáceis de encontrar pelo caminho e podem ser consumidos com café ou leite. Bem caseiro! Mas, atenção, não vale exagerar.

Exercícios mentais

Já ouviu falar que mente sã, corpo são? Pois é, não basta atentar-se apenas para as necessidades físicas. Dirigir é uma atividade que exige concentração, atenção e foco. Por isso, praticar exercícios mentais pode auxiliar na saúde do caminhoneiro. Quais os melhores exercícios?

  • Leituras: livros, revistas e até notícias no celular são uma forma de relaxar e ao mesmo tempo exercitar a mente. O ideal é ler assuntos de interesse pessoal, para ser uma atividade de distração, mas também de aprendizado.
  • Cruzadinhas: muitas vezes o exercício de completar uma cruzadinha traz mais esforços que uma atividade física, concorda? As cruzadinhas são ótimas para treinar a concentração e aprender coisas novas.
  • Meditação: esta é uma atividade menos comum no universo dos caminhoneiros, mas deve ser considerada. Tirar alguns minutinhos na pausa ou no descanso para meditar pode trazer inúmeros benefícios ao corpo. Além disso, diminui os níveis de estresse, ansiedade e depressão.

Já deu para entender que a saúde do caminhoneiro importa, não é mesmo? Aproveitando o assunto, descubra tudo que você precisa saber em relação a Lei do Descanso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *