Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, saber mostrar seus pontos fortes e qualificações profissionais se torna fundamental, tanto para quem deseja ingressar na profissão quanto para quem busca uma recolocação no mercado.

A principal ferramenta que possibilita que recrutadores conheçam candidatos, utilizada pelos mais diversos segmentos, é o currículo. No caso do transporte de cargas, não é diferente. Um motorista de caminhão profissional deve buscar conhecer as características indispensáveis e que geram um diferencial na hora de buscar uma vaga!

Descubra, neste post, as principais dicas para ter um ótimo currículo de caminhoneiro!

Conheça os requisitos específicos para cada vaga

Um currículo é, basicamente, identificar e colocar no papel as características, habilidades e formações que o tornam atrativo para um determinado emprego. Com base nisso, é importante conhecer os requisitos que são fundamentais e imprescindíveis para a função e também aqueles que te fazem ser realmente bom no que faz.

Para caminhoneiros, não basta ter uma CNH das categorias C, D e/ou E (nos casos das categorias D e E, é necessário ter ao menos 21 anos, de acordo com a legislação vigente). Os critérios particulares podem variar de vaga para vaga, a depender da natureza da empresa e/ou carga a ser transportada. Por isso, é importante conhecer de perto a legislação e normas específicas voltadas para a profissão de motorista.

Além dos requisitos técnicos, capacidade de operar, dirigir e manobrar diferentes equipamentos, é cada vez mais comum que os caminhoneiros também sejam avaliados em suas habilidades comportamentais, uma vez que os motoristas de caminhão também representarão o perfil da empresa frente a clientes e terceiros.

Conhecendo bem a atividade que será desempenhada, é possível prever, ou ao menos supor, as habilidades que serão necessárias para executá-la com qualidade! Sabendo disso, será mais fácil apresentar os seus diferenciais.

Valorize aquilo que você tem de melhor

Se você está buscando inserção no ramo de transportes de cargas, provavelmente não tem muita experiência na área. Portanto, uma boa alternativa é, no seu currículo, chamar atenção para suas habilidades interpessoais, competências e cursos que fez.

Na internet existem vários cursos gratuitos que podem contribuir para sua formação e preparação para a rotina como caminhoneiro: é possível encontrar certificações em primeiros socorros, direção defensiva, mecânica básica, logística, entre outros. Como aprendizado nunca é demais, buscar outros conhecimentos, mesmo que não se relacionem diretamente com o transporte de cargas, podem contribuir.

Já para os que buscam reinserção no mercado ou mudança do emprego atual, as experiências anteriores podem ser um importante diferencial. Dê enfase, em seu currículo, para as atividades desempenhadas, o tipo de carga transportado e os aprendizados adquiridos com aquelas vivências.

E aqui vale uma importante dica aos motoristas que já possuem experiência: em muitos casos, a experiência não substitui a formação profissional! Sempre invista em cursos e em sua qualificação, pois isso garante que você estará sempre atualizado em relação ao mercado!

Mostre que está em dia com legislações e documentos

É muito importante destacar, tanto no currículo quanto em uma eventual entrevista, que você compreende das legislações trabalhistas e específicas para caminhoneiros, além das normas de segurança e documentos necessários para fazer determinados tipos de transporte (ex: curso MOPP).

Isso mostra, aos recrutadores, uma postura mais profissional e menos informal do caminhoneiro.

A preocupação com documentações vai além da regularização do veículo – no caso de motoristas autônomos, ela inclui também certificações para transportes de cargas com características especiais, exames médicos e bons antecedentes.

Em resumo, para se ter um bom currículo de caminhoneiro, é importante conhecer as especificidades da vaga, mostrar que você é a pessoa certa para aquela função e também estar em dia com as documentações necessárias.

Ainda tem alguma dúvida sobre como se inserir ou se recolocar no mercado de transporte de cargas? Vamos bater um papo sobre isso nos comentários?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *