Para o caminhoneiro, o caminhão é mais que um instrumento de trabalho. É uma casa, um parceiro e um companheiro de estrada. Muitas vezes tem-se dificuldade no momento de trocá-lo, seja pelo apego emocional, ou por não saber qual o melhor momento para trocar de caminhão.

Os veículos têm uma vida útil limitada e, para manter a produtividade, conforto e segurança, é importante estar atento a alguns sinais, que podem servir como indicativos de que a hora de trocá-lo chegou.

Entenda, nesse post, os principais sinais de que chegou a hora de trocar de caminhão!

Quais são os sinais de que é a hora de trocar de caminhão?

Apesar de parecer simples, tomar a decisão de trocar o veículo é complexa e depende de diversos fatores. Nesses casos, é importante pensar que o mau estado do caminhão pode trazer prejuízos significativos. Caminhão parado é o pesadelo do caminhoneiro, não é mesmo?

Então, quais serão os principais indícios de que é melhor trocar de caminhão?

#1: Gastos frequentes com consertos e reparos

O investimento feito em manutenção preventiva e reparos no veículo é comum e deve fazer parte da rotina, uma vez que auxiliam na garantia da qualidade e segurança do frete. Entretanto, o problema acontece quando os gastos passam a ser mais frequentes que o normal.

Caminhões mais antigos, em geral, quando no fim da sua vida útil, passam a apresentar diversas falhas recorrentes, e o processo passa a ser como a famosa expressão “enxugar gelo”. Você conserta uma peça em um dia, e pouco tempo depois a mesma peça volta a dar problema.

Se identificou? Esse é um sinal claro de que esse transtorno será rotineiro e trará dores de cabeça, além do gasto financeiro, que pode, inclusive, reduzir a margem de ganho nos fretes.

Alguns especialistas indicam que, se os gastos com manutenção anual passarem de 10% do valor total do veículo, deve-se pensar na troca do mesmo.

#2: Baixo desempenho

Esse indicativo também se relaciona ao fim da vida útil do caminhão. Se, mesmo com as revisões regulares, o rendimento do veículo – em termos de consumo de gasolina ou outros insumos, potência ou capacidade de deslocamento- diminuiu muito, talvez seja hora de trocá-lo.

Esse fator merece atenção pois pode ser influenciado por diversos outros aspectos além da vida útil. O modelo do caminhão, a montadora, o uso de peças paralelas, e até mesmo a qualidade do combustível utilizado também podem causar baixo desempenho.

Dessa forma, sugere-se uma avaliação criteriosa para verificar se é, realmente, o tempo de uso do veículo que está causando a baixa performance.

#3: Excesso de barulhos e/ou fumaça

Um dos maiores motivos de desconforto dos caminhoneiros é o excesso de ruído feito pelos caminhões – em especial os mais antigos. Esse barulho é causado pelo desgaste das peças, que são um resultado normal do fim da vida útil do caminhão.

Além dos ruídos, é muito comum que caminhões mais velhos emitam fumaças mais escuras e com bastante intensidade – isso pode ser corrigido em alguns casos-, mas se for constante, diversos prejuízos podem decorrer desse problema: gastos maiores com combustível, problemas respiratórios pela inalação da fumaça, e também a contribuição para a poluição atmosférica.

Alguns outros sinais de que é a hora de trocar de caminhão são o aparecimento e reaparecimento constante de vazamentos, a necessidade de veículo adaptado para outros tipos de frete e mesmo a necessidade de atualização em relação às novas tecnologias.

A troca do veículo deve ser bem planejada, uma vez que envolve altos investimentos. Deve ser uma escolha racional, que encaixe no orçamento e atenda às suas necessidades.

Sentiu que chegou a hora de trocar de caminhão? Quais os sinais que seu veículo dá? Conta pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *