Uma coisa é fato sobre o brasileiro: ele adora automóvel. O brasileiro é aficionado por veículos desde criança.

E bem, o mocinho dessa história é sempre o carro. Mas, alguns despertam desde cedo, interesse por um “mocinho” um pouco maior. Os caminhões chamam atenção pelo tamanho e imponência ao lado dos demais veículos.

E, parece não ser tão errado afirmar que: quanto maior o “brinquedo”, maior o gasto.

Primeiro porque raros são os casos em que pessoas adquirem caminhões por hobby. Milionários colecionadores de carros e motos vemos ao monte.

Depois, grande parte dos motoristas usa o caminhão como ferramenta de trabalho. Enquanto os carros, em sua maioria, são utilizados como transporte, os caminhões são vitais para o funcionamento de quase tudo que se pensar. Sem eles para transportar insumos e produtos, o país para.

Apesar de tamanha importância, manter um veículo tão importante envolve gastos que, às vezes, são tão grandes quanto o próprio caminhão.

Estar ciente de quais gastos são e como conseguir economizar, sem prejuízo ao trabalho e funcionamento do veículo é importante para manter-se no mercado ou simplesmente evitar estresse com o caminhão.

Confira a dica AVEP Brasil de hoje:

Custos fixos

Desses vocês não têm como escapar. Em sua maioria são os impostos de licenciamento perante o governo e outros que você possa ter como seguros, sistemas de rastreamento etc.

Tidos como vilões: IPVA, licenciamento e DPVAT são anuais. O ideal é manter sempre uma reserva financeira para o pagamento desses impostos.

Preferencialmente, faça os pagamentos à vista, pois na maioria das vezes, há descontos para quem paga em uma única parcela.

Custos variáveis

Os vilões de qualquer economia! Isso porque, como o próprio nome diz, você não consegue fazer uma previsão 100% correta destes gastos.

E para quem está na estrada todo dia, sabe muito bem quais são estes gastos variáveis e quais os “principais vilões”. Referenciamos como vilões não por serem nocivos ao caminhão ou a nós, mas por não dependerem exclusivamente da forma como fazemos uso de nossos veículos. Esses gastos estão, geralmente, atrelados aos componentes dos veículos.

Apontados pela maioria como o gasto mais imprevisível, o combustível é um vilão que está sempre nos holofotes das polêmicas. Componente essencial para o veículo, a maldade dele está, na verdade, no seu custo.

Frequentemente nos noticiários nos deparamos com uma queda de braço entre governo e fornecedores que acaba refletindo nas bombas de combustíveis. Aumentos frequentes e difíceis de explicar acabam afetando o bolso do caminhoneiro.

Não bastasse a política dos preços, há ainda aqueles que aproveitam da situação e colocam no mercado alguns combustíveis de procedência duvidosa. Atraídos por valores bem abaixo do mercado, alguns caminhoneiros acabam optando pela “economia porca“. Economiza-se na bomba, mas acaba pagando a mais pelos estragos causados por combustíveis sem garantia de origem.

É importante ressaltar que a economia com os combustíveis pode ser feita até mesmo através da forma de dirigir.

Manutenção preventiva

Não só o combustível é um custo variável, mas os demais gastos referem-se em sua maioria aos componentes do veículo. E, em qual momento, tais componentes são vistos como gastos?

O combustível é um gasto muito mais variante que os demais, porque varia, além dos valores das bombas nos postos, de quilometragem, trânsito, ou seja, imprevisível. Diferentemente, você tem os outros componentes que você consegue prever os custos da revisão, manutenção e/ou trocas. 

A melhor forma para economizar com esses gastos, por mais imprevisíveis que possam ser, é ter sempre uma economia separada para manutenções preventivas.

A prevenção, além da segurança, provém uma economia enorme para o bolso do caminhoneiro. Peças em boas condições permitem o melhor funcionamento do caminhão.

Alguns itens, em perfeitas condições, são fundamentais para que a economia não afete o desempenho do veículo:

Obviamente, um veículo rodando em suas perfeitas condições terá menores chances de um imprevisto. Então, mantendo o veículo com revisões em dia, economia maior para o seu bolso.

Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *