Olá, amigos e amigas das estradas. Olá, associados AVEP!

Hoje a AVEP quer a sua atenção para dica que daremos. Vamos bem devagar, quase parando, para não perder nenhum detalhe que trazemos sobre as lonas, as pastilhas e sapatas do seu caminhão. Já sabem sobre o que iremos falar, não é?

Exatamente!

Vamos conversar sobre o sistema de freio do seu veículo.

Os freios são componentes essenciais em qualquer veículo, vai dizer então para um transporte do tamanho de um caminhão, não é mesmo? É de suma importância que você, amigo estradeiro, esteja sempre atento às revisões do seu caminhão. E não somente, claro, dos freios. Mas hoje, é sobre eles que a AVEP quer conversar com vocês.

Identificando problemas nos freios

Claro que não esperamos que todos vocês tenham um conhecimento absurdo de mecânica, mas, com as dicas a seguir, qualquer um poderá identificar possíveis problemas no seu sistema de freio.

Os freios, além de reduzir a velocidade de qualquer veículo, é um componente essencial para a segurança do motorista e passageiros (além do trânsito como todo). Com o controle da velocidade nas mãos, ou melhor, nos pés, o motorista tem a garantia de uma maior estabilidade do caminhão e controle sobre o mesmo.

Aí, você pode estar se perguntando: “Como eu, um motorista, posso saber que meus freios estão com problemas?”.

O motorista tem que ter uma percepção crítica do comportamento do seu veículo. Ao dirigir, preste atenção em como o caminhão reage a qualquer toque ou manobra. Falando dos freios, é importante perceber se não há qualquer trepidação ao pisar nos pedais. Preste atenção também aos sons: ao frear, nota-se algum ruído? Isso é um mau sinal. E, claro, atente ao tempo de resposta entre o pisar no pedal e o tempo de frenagem. Identificado algum desses sinais, procure imediatamente o auxílio de um profissional qualificado. Aqui na AVEP, nossos associados possuem um leque enorme de vantagens em serviços automotivos. Caso você ainda não seja um associado, leia o post até o final e descubra como torna-se associado AVEP.

Mas, antes de chegarmos à necessidade de pararmos a nossa viagem, algumas dicas podem eliminar eventuais problemas. Confira, agora, as dicas AVEP para que você só pare em seu destino final:

Revisar sempre

Sabemos que, infelizmente, muitos só cuidam da saúde dos caminhões quando a situação já está muito crítica. No Brasil, grande parte dos acidentes deve-se às más condições, de estradas e veículos. Como ainda não podemos cuidar das estradas, devemos fazer a nossa parte e manter nossos veículos “saudáveis”.

Revisões periódicas garantem a integridade do seu caminhão e, consequentemente, a sua, amigo caminhoneiro. Os fabricantes de caminhões disponibilizam em seus manuais, recomendações de prazos para as revisões, quase sempre sugeridas de 6 em 6 meses.

Pise no freio: dicas AVEP

 De olho nas pastilhas

Pastilhas que desgastam rapidamente, comprometem o funcionamento dos freios. E muito diz a forma como você dirige e o estado de conservação das estradas.

Para saber se as pastilhas estão desgastadas, basta lembrar das dicas acima citadas. Ruídos ao frear indicam o estado desgastado das pastilhas e, nesse caso, há a necessidade de substituição das peças.

Alguns fatores que influenciam no estado das pastilhas:

  • Temperatura a qual o sistema de freio é submetido;
  • A contaminação dos freios em função da utilização em vias não-pavimentadas ou com grande quantidade de resíduos;
  • A falta de manutenção dos sistemas de freio

Lembre-se do freio motor

Andar na banguela, nem pensar amigos. Seja por preguiça, ou qualquer outro fator, andar com o caminhão sem estar engrenado, interfere diretamente na conservação do seu sistema de freios.

 

O uso do freio motor é garantia de manter o controle do caminhão e sua estabilidade. Suponha que você está em uma descida bem íngreme: o uso do freio motor evitará que o caminhão acelere de forma desgovernada e o uso de freio será menor.

Use peças de qualidade

Assim como você cuida dos pneus e faróis (clique e leia nossos posts sobre esses itens) com as melhores peças, não há por que ser diferente com os freios.

Os guias de instruções dos caminhões sempre trazem as marcas de peças adequadas ao seu veículo. Se o fabricante sugere, obviamente deve ser o ideal para um funcionamento perfeito do sistema veicular.

Claro que, às vezes, os preços das peças indicadas podem assustar, mas há garantia de qualidade do produto. No mercado, há sim, modelos mais baratos. Mas, e a confiabilidade? Por que alguém lhe ofereceria uma peça de valor abaixo de mercado? E, quem mais indicado, para apontar qual produto melhor funciona no sistema de freio, se não o próprio fabricante?

Últimas dicas

  • A checagem dos freios deve ser semanal. Mas, dependendo do trajeto qual fará, o ideal é que o equipamento seja examinado a cada dois ou três dias.
  • Verifique o desgaste das lonas de freio, para entender como está a qualidade do sistema de frenagem, e veja se já chegou o momento de trocá-la. O ideal é que lonas abaixo de meia vida já sejam trocadas.
  • Fique atento à área de contato do tambor com a lona. A existência de brilho nessa área significa baixa eficiência dos freios. A aplicação de uma simples lixa nessa região já soluciona o problema.

 

Não esperamos ter formado nenhum mecânico especialista em freios, mas esperamos que com essas dicas, vocês estejam mais atentos aos freios e todo seu sistema.

 

Ficou faltando alguma dica? Deixe seu comentário com as suas dicas de conservação e compartilhe com seus amigos.

E, lembram-se que falamos sobre as vantagens que os associados AVEP têm? Para ter uma variedade enorme de benefícios e vantagens, basta associar-se! Como?

Acesse agora e associe-sehttp://conteudo.avepbrasil.com.br/simulacao-veiculo-pesado.

Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *