Olá, amigos e amigas do volante!

Uma coisa que incomoda a gente é a alternância de clima sem uma lógica, não é? Amanhece frio, de repente esquenta demais e esfria novamente. É um incômodo tremendo.

Mas, ao menos, a temperatura do nosso corpo a gente rapidamente resolve com alguns agasalhos, ventilador ou ar-condicionado. Agora, como resolver a questão da temperatura do seu caminhão? Mais precisamente, como manter a temperatura do motor em condições ideais de funcionamento?

Hoje, vamos falar sobre o sistema de arrefecimento, responsável por estabilizar a temperatura do coração do caminhão.

Então, olho no painel do caminhão e atenção no post da AVEP BRASIL de hoje!

O que é o sistema de arrefecimento

Já antecipamos a principal função e importância do sistema: é ele quem regula a temperatura do motor. Com essa regulação, a tendência é que não haja um superaquecimento.

Manter a temperatura no patamar ideal, também garante que as peças não se desgastem excessivamente e o veículo ganhe em eficiência energética.

Todos sabem o que acontece quando um motor superaquece. Aquela expressão que nenhum motorista gosta de ouvir: fundir o motor.

A dor de cabeça causada por um motor superaquecido atinge diretamente o bolso do caminhoneiro. Os gastos com uma retificação podem ser bem elevados, além de o reparo demorar dias, o que pode fazer com o caminhoneiro fique alguns dias “estacionado”.

Cuidados com o sistema de arrefecimento

A primeira dica é a mesma em todas nossas conversas: mantenha em dia a revisão do seu caminhão.

Bem, dito o primeiro conselho, é importante tomar algumas medidas ao levar seu veículo para revisão: verifique sempre, a bomba d’água!

Por que ficar de olho nesse componente?

A bomba d’água é o componente responsável pela circulação da água no motor. É essa circulação de água que vai manter a temperatura na medida ideal para o funcionamento, conforme manual do fabricante.

Durante a revisão, atente-se para possíveis rachaduras ou desgaste excessivo da peça. E, além de possíveis danos visíveis, preste bastante atenção se há algum ruído estranho durante as viagens. Barulhos estranhos e, também, possíveis vazamentos nas junções da bomba são sinais de que o componente necessita de reparos.

Outra dica valiosa: dê uma lida no manual do fabricante e veja qual o período indicado para a troca do líquido do sistema de arrefecimento. Normalmente, o período é a cada dois anos, mas confirme a informação no seu manual.

Ah! E com certeza, no seu manual, haverá também qual a proporção de correta de água/aditivo deve ser utilizada. Nada de fazer por conta própria, mantenha sempre o sistema funcionando conforme indicado pelo fabricante.

Fique atento à qualidade das peças utilizadas em eventuais trocas e manutenção. Tenha sempre um mecânico de confiança – ou uma indicação dos fabricantes – e exija que as peças sejam sempre originais e de procedência comprovadas. Essa uma dica que diz respeito não só ao sistema de arrefecimento, mas sim ao caminhão como todo.

E já que estamos falando de dicas gerais, vale ressaltar: os principais sinais de problemas com o sistema de arrefecimento são ruído em decorrência de desgaste do rolamento ou o vazamento de água. E, a melhor forma de ter algum problema é ter o costume de levar o caminhão a uma revisão preventiva. Afinal, sempre é melhor prevenir do que remediar.

Esperamos que com essas dicas, a “chapa não esquente” e vocês mantenham a cabeça fria na sua boleia.

Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *