Com a chegada do inverno, os caminhoneiros deparam-se com mais um empecilho em sua viagem. Não bastassem os problemas rotineiros como infraestrutura e violência, o frio traz consigo neblina e nevoeiro.

E quem roda por esse país afora sabe o quão difícil torna-se a viagem em alguns trechos em que a visibilidade chega quase a zero.

A neblina nada mais é que a água evaporada do solo que, com o frio intenso, transforma-se em nuvens. O problema é quando essa nuvem forma-se na altura das rodovias, principalmente em regiões de serra.

Cuidados ao dirigir na neblina

Além da visibilidade reduzida, as rodovias ficam com o solo úmido, o que reduz a aderência dos pneus com o asfalto. As chances de colisões são elevadas e, consequentemente, aumenta o risco de graves acidentes.

Como lidar então em situações de pouca visibilidade e pouca aderência? Confira as dicas da AVEP Brasil para essas ocasiões.

Velocidade

Assim como em uma situação de chuva, ao menor sinal de neblina na pista, reduza a velocidade do seu caminhão.

Obviamente, reduza de forma gradativa para que não colidam com a traseira do seu veículo. Com o caminhão mais devagar, você ganhará tempo de resposta a qualquer imprevisto.

Acostamento

Todo mundo vê o acostamento como uma rota segura de fuga contra imprevistos. Porém, não é uma boa ideia em situações de neblina.

Com a visibilidade reduzida, dirigir-se para o acostamento vai fazer com que você fique praticamente invisível para os demais motoristas. E, se você estiver parado, o impacto de uma colisão pode ser gravíssimo.

Se tiver que parar, lembre-se imediatamente de sinalizar os movimentos até chegar ao acostamento e mantenha o pisca-alerta ligado para sinalizar a sua presença.

Faróis

Os faróis são vitais para quem roda nas mais diversas situações, mantê-los funcionando em perfeitas condições é premissa para rodar em segurança.

Em situações de neblina, é importante acionar os faróis de neblina, caso o seu caminhão não os possua, você deve ligar os faróis baixos.

Em hipótese nenhuma, use o farol alto, pois a luz reflete nas partículas de água que estão no ar e prejudicam ainda mais a visibilidade.

Faixas e sinalização

Apesar da visibilidade ser bem baixa, você não estará dirigindo no escuro completamente. Atente-se às faixas na rodovia para orientar-se sobre o trajeto que está percorrendo.

As placas de sinalização, além de alertar para o que está por vir, possuem faixas e materiais refletivos que ajudam o motorista e evita surpresas.

Fatores externos

Além de focar-se na estrada, fique esperto para outros sinais que venham de fora, como sinais sonoros.

Para isso, mantenha uma janela aberta, o pouco que seja, para que você possa ouvir sons que te orientem. Você, às vezes, pode não enxergar algo na rodovia, mas algum barulho pode indicar que há um veículo parando a frente ou qualquer outra situação.

Essas dicas são algumas para poder dar segurança a sua viagem em situações de neblina. Mas há conselhos que servem para qualquer situação e nunca devem ser esquecidos.

Mantenha sempre o seu caminhão com as revisões em dias, viaje sempre com o tanque com combustível suficiente para poucas paradas, tenha sempre uma rota traçada – de preferência por trechos que você conheça e, em caso de uma parada forçada, opte por lugares movimentados e com boas referências.

Além disso, seja prudente ao dirigir o seu caminhão. Esse é o melhor conselho e funciona em todas as situações, seja trabalhando ou a passeio com a família.

Você tem alguma dica sobre como dirigir em casos de neblina? Conte para a gente nos comentários e compartilhe com seus amigos da estrada.

Fique tranquilo, aqui tem AVEP!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *